Alimentação em tempos de coronavirus

O COVID-19 é uma família de vírus que provocam infecções respiratórias. Sua gravidade depende muito do grupo de risco que afeta. Estudos já publicados apontam que os mais vulneráveis ao Coronavírus são pessoas idosas ou com condições pré-existentes, com problemas respiratórios ou diabéticos. A COVID-19 apresenta sintomas como febre (>37,8ºC), tosse; dispnéia, mialgia e fadiga, sintomas respiratórios superiores, sintomas gastrointestinais, como diarréia.

Com as novas medidas de recolhimento domiciliar, aconselhado por autoridades de saúde, muita coisa pode mudar na rotina familiar provocando alterações principalmente com a necessidade de incorporação de novos hábitos.

Para incorporar os novos hábitos em relação alimentação e manter a família em segurança, devemos nos atentar aos seguintes pontos:

  • HIDRATAÇÃO

Os vírus podem fazer com que você perca o apetite, causando desidratação, diarréia e vômito

Recomendação: Beba aproximadamente 2l de água diariamente;

  • PROBIÓTICOS

Essas bactérias em associação com a mucosa intestinal são a frente de defesa contra muitos organismos patogênicos, como ocorre nas infecções virais.

Recomendações:

Ingerir fibras (prebióticos) que são alimentos para as bactérias intestinais. Frutas, legumes, verduras, aveia e outros cereais integrais são fontes de fibras.

Atenção: Prefira alimentos in natura ou minimamente processados. Os alimentos ultra processados são ricos em gorduras, açúcares, sódio e pobres em fibras.

  • VITAMINAS E MINERAIS

Todas as vitaminas e minerais são essenciais para fortalecer a imunidade. Os alimentos industrializados não possuem vitaminas e minerais naturais, e na maioria das vezes, possuem apenas calorias. Portanto, prefira as frutas e hortaliças in natura.

Uma forma de promover a ingestão variada de nutrientes é elaborando um prato bem colorido com vegetais e legumes crus e cozidos. Também é importante ressaltar a necessidade de fontes de proteínas, contemplando carnes, peixes, ovos ou grãos (soja, grão de bico, etc).

  • HIGIENIZAÇÃO DOS ALIMENTOS

É importante higienizar todos os alimentos in natura (frutas, hortaliças e vegetais) de forma correta para evitar a contaminação por microrganismos. Para isto, é necessário:

  • Remover raízes;
  • Desinfetar em solução clorada por 15 minutos – 1 colher de sopa de hipoclorito de sódio para 1 L de água;
  • Lavar em água corrente as frutas e hortaliças um a um, e no caso das verduras, folha a folha;

Quando higienizar as mãos para evitar a contaminação dos alimentos por Coronavírus?

  • Antes e após ir ao banheiro;
  • Após tossir, espirrar ou assoar o nariz;
  • Após manusear o lixo;
  • Após mexer em dinheiro;
  • Antes e após a manipulação de um alimento;

Outro ponto fundamental é ao chegar do supermercado ou compras, devemos higienizar as superfícies da cozinha onde serão manipulados ou guardados os alimentos, como bancada, pia, a despensa. Este procedimento pode ser com água e sabão ou o álcool em gel.

Por fim, seja crítico! Existem FAKE NEWS e publicidades que destorcem informações. Avalie o conteúdo que chegam até você e aconselhe seus amigos e familiares a fazerem o mesmo. Sempre que as dúvidas aparecerem entre em contato com os profissionais da saúde a sua disposição.           

Por Silvia Teresa de Souza Carvalho CRN 4i3.249, nutricionista responsável da A to Z Bilingual School – CRN-3 PJ11006.

REFERÊNCIAS

https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/marco/20/20200318-ProtocoloManejo-ver002.pdf
https://nutrimento.pt/activeapp/wp-content/uploads/2020/03/Alimentac%CC%A7a%CC%83o-e-COVID-19.pdf

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *